Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12665
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTorquato, Chalini-
dc.contributor.authorEsteves, Bruna Ferreira-
dc.date.accessioned2020-07-03T20:44:26Z-
dc.date.available2020-07-05T03:00:18Z-
dc.date.issued2019-12-05-
dc.identifier.citationESTEVES, Bruna Ferreira. Papo de mulher, mesa de bar, cerveja na mão e briefing no guardanapo: a importância do olhar feminino no processo criativo do mercado cervejeiro. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Publicidade e Propaganda) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/12665-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPublicidadept_BR
dc.subjectPropagandapt_BR
dc.subjectCervejapt_BR
dc.subjectFeminismopt_BR
dc.subjectPublicitypt_BR
dc.subjectBeerpt_BR
dc.subjectFeminismpt_BR
dc.titlePapo de mulher, mesa de bar, cerveja na mão e briefing no guardanapo: a importância do olhar feminino no processo criativo do mercado cervejeiropt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.referee1Nogueira, Maria Alice de Faria-
dc.contributor.referee2Rett, Lucimara-
dc.description.resumoO presente trabalho tem como objetivo discutir se e como o olhar feminino de dentro do processo criativo do mercado cervejeiro pode trazer uma evolução para o cenário das propagandas veiculadas por esse mercado. Por muitos anos, o mercado publicitário, principalmente o de produção dessa bebida de tradição milenar, representou as mulheres de forma estereotipada e sexualizada em seus conteúdos, mas essa é uma realidade que vem mudando cada vez mais, tendo em vista uma postura mais crítica dos consumidores e o crescimento das discussões sobre feminismo em diversas esferas da sociedade. O objetivo aqui é enxergar como essa transformação pode vir de dentro para fora das corporações, olhando não só para o discurso criado em suas propagandas, mas por quem e como esse discurso é construído. Trata-se de um mergulho por dentro das equipes, dos projetos internos que visam diversidade nos corredores da companhia e, ainda, pelo processo criativo que é responsável por construir o conteúdo publicitário. Para isso, serão analisados três objetos: a Skol, a Cerveja Feminista e a Confraria Ghoose Island Sisterhood, a partir de seis critérios estabelecidos pela metodologia: presença de mulheres na equipe, presença de mulheres em cargos de liderança, figuras femininas no processo de criação, práticas internas relacionadas às mulheres, representação da imagem das mulheres no conteúdo publicitário e discurso das campanhas publicitárias que retratam as mulheres. Além disso, a pesquisa procura relacionar os resultados da análise com dois termos utilizados durante o trabalho, o “lugar de fala” e a “autoridade da experiência” e como eles se relacionam com a importância do olhar e protagonismo feminino de dentro do processo criativo do mercado cervejeiro.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RELACOES PUBLICAS E PROPAGANDApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Publicidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BEsteves.pdf1,7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.