Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/12776
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarbosa, Marialva Carlos-
dc.contributor.authorAndrade, Sarah de Lima-
dc.date.accessioned2020-07-16T21:46:42Z-
dc.date.available2020-07-18T03:00:18Z-
dc.date.issued2019-12-05-
dc.identifier.citationANDRADE, Sarah de Lima. Protagonismo negro e campanhas publicitárias: a campanha do dia dos pais de O Boticário. 2019. 53f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação - Habilitação em Publicidade e Propaganda) - Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/12776-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPublicidadept_BR
dc.subjectRacismopt_BR
dc.subjectMídiapt_BR
dc.subjectNegrospt_BR
dc.subjectProtagonismo negropt_BR
dc.subjectDemocracia racialpt_BR
dc.titleProtagonismo negro e campanhas publicitárias: a campanha do dia dos pais de O Boticáriopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.referee1Schramm, Luanda Dias-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8043243256627350pt_BR
dc.contributor.referee2Amaral, Marcio Tavares d’-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7322409196325122pt_BR
dc.description.resumoEste trabalho procura problematizar estereótipos aplicados em relação à imagem da população negra no Brasil, visando entender como, por trás do discurso de democracia racial amplificado pela mídia, o racismo e o preconceito se tornaram instrumentos opressores e limitadores da representatividade total do negro - à medida que o entendimento do status quo pressupõe o negro com estereótipos reducionistas e um ser não comum. Observamos as repercussões no que diz respeito à presença integral de pessoas negras comuns na peça publicitária de dia dos pais da empresa O Boticário em 2018, a fim de mostrar as implicações da imagem estabelecida do negro, conservada pela sociedade e reforçada por produtos midiáticos. O estudo foi realizado, portanto, através da análise dos comentários postados na página do YouTube da marca, dentre os quais abordam a configuração estética do elenco versus a estética dos indivíduos opinantes; a impressão simbólica que a configuração do elenco provoca; a repercussão que o lugar de protagonismo ocupado detém; e a significação social [e racial] que, por fim, a campanha representa. Apesar de avanços insólitos, porém, existentes, como veremos mais a frente, no que diz respeito à representatividade e protagonismo negro na publicidade brasileira, a representação de sua imagem e aceitação de ocupação de um lugar comum, ainda é um processo em (des)construção no imaginário brasileiro.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEscola de Comunicaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RELACOES PUBLICAS E PROPAGANDApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Comunicação - Publicidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SAndrade.pdf1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.