Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5288
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: A construção discursiva da infância na literatura infanto-juvenil: projeções de idadismo no universo de Desventuras em série
Autor(es)/Inventor(es): Machado, Guilherme Diniz
Orientador: Fabrício, Branca Falabella
Resumo: A literatura infanto-juvenil é um indicador da imagem que uma sociedade tem de seus membros classificados como crianças. Ela é influenciada por aspectos culturais, sociais, históricos e institucionais. O primeiro contato com a literatura geralmente acontece na chamada primeira infância, através da oralidade e por intermédio dos pais ou de um agente cuidador, de modo que, mesmo que a criança não leia o que está escrito, ela ainda está submetida à linguagem e aos temas do livro, assim como à imagem dele, de sua formatação e de suas ilustrações. Podemos dizer, assim, que livros participam dos processos de socialização de crianças. Considerando esses processos, a proposta desta pesquisa é investigar como livros infantojuvenis constroem a noção de infância e que “lições sociais” projetam. Para tal, analiso os livros da série Desventuras em Série, de Lemony Snicket, acompanhando o crescimento de um grupo de crianças órfãs – os Baudelaire – cuja trajetória é atravessada por adversidades e sofrimentos de toda sorte.
Palavras-chave: Literatura infanto-juvenil
Assunto CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURAS ESTRANGEIRAS MODERNAS
Departamento: Faculdade de Letras
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 2018
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5288
Aparece nas coleções:Letras - Inglês

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MACHADO, G.D..pdf554,8 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.