Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5456
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Caracterização Litofaciológica, Petrográfica e Hidrogeoquímica das Tufas Calcárias do Depósito Dezoito de Março, Serra do Cândido, Itaocara (RJ)
Autor(es)/Inventor(es): Fagundes, Thiago Roulien Pires
Orientador: Ramos, Renato Rodriguez Cabral
Coorientador: Almeida, Luís Henrique Sapiensa
Resumo: Depósitos de tufas calcárias das serras do Cândido e das Águas Quentes constituem os únicos deste tipo no estado do Rio de Janeiro. Tufas são depósitos calcários continentais porosos, formados em águas não termais de superfície e que tipicamente contém restos e vestígios de macrófitas, micrófitas, invertebrados e microorganismos. A área de estudo está localizada na Unidade São Joaquim, representada por mármores calcíticos de textura sacaroidal, que constitui o grande corpo contínuo orientado segundo NE-SW, que forma as serras do Cândido e das Águas Quentes. O depósito Dezoito de Março situado na vertente sudeste da Serra do Cândido é composto por diversos depósitos de tufa ativos e inativos localizados na base da serra, ao longo de uma drenagem alimentada tanto por águas superficiais, como por águas oriundas de diversas ressurgências, condicionadas por juntas horizontais e sub-horizontais, que estão associadas um padrão de fraturamento no mármore. A precipitação físico-química de minerais de CaCO3 dá-se principalmente pela perda de CO2 quando a água se precipita dos degraus, sendo acelerada pela agitação da água e/ou atividade bacteriana. Na base das cascatas ocorrem pequenos corpos d’ água onde há constante deposição de restos vegetais, como folhas e galhos, bem como sedimentos arenosos. O objetivo do presente trabalho é a caracterização litofaciológica e petrográfica das tufas, bem como a caracterização hidrogeoquímica das águas associadas aos depósitos de tufas ativas. Foram definidas cinco distintas litofácies: fitohermal estromatolítica, fitohermal macrofítica, macrodetrítica fitoclástica, macrodetrítica litoclástica e espeleotema de cascata, com base em suas características macroscópicas e microscópicas. A caracterização hidroquímica da água associada a nascente cárstica apresentou uma alta concentrações de CaCO3 dissolvido, assim como valores positivos para os índices de saturação em calcita, o que explica a ocorrência de deposição ativa de tufas no depósito Dezoito de Março.
Palavras-chave: Tufas
Fácies
Hidrogeoquímica
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA
Departamento: Instituto de Geociências
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Mar-2014
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5456
Aparece nas coleções:Geologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FAGUNDES, T.R.P.pdf3,35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.