Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/5716
Type: Trabalho de conclusão de graduação
Title: Produção de enzimas hidrolíticas por fermentação em estado sólido para utilização em detergentes enzimáticos especiais
Author(s)/Inventor(s): Souza, Taissa Ferreira de Oliveira
Advisor: Freire, Denise Maria Guimarães
Co-advisor: Santos, Anderson Fragoso dos
Abstract: A utilização de enzimas em produtos de limpeza e, especificamente, em detergentes enzimáticos é cada vez maior. Desta forma, é cada vez mais importante a busca de enzimas eficientes para esta aplicação e de alternativas para a produção destas enzimas, como a Fermentação em Estado Sólido (FES). Esta forma de fermentação é desenvolvida há séculos e apresenta diversas vantagens, dentre elas esta a possibilidade de utilizar resíduos agroindustriais como meio de cultivo. A utilização da FES para a produção de enzimas se encaixa como uma ótima alternativa ao Brasil, devido à grande produção agroindustrial do país. Neste trabalho foi utilizado o fungo filamentoso Aspergillus oryzae para a produção de enzimas hidrolíticas para aplicação em detergentes enzimáticos especiais e o meio de cultivo utilizado foi uma combinação de 70% de torta de dendê e 30% de fibra. Os detergentes enzimáticos são produtos destinados a limpeza hospitalar e devem conter, necessariamente, protease, podendo ser adicionados de outras enzimas hidrolíticas. As enzimas produzidas na FES foram extraídas com água e o extrato enzimático obtido apresentou 11,6 U/mL de atividade proteolítica, 4,6 U/mL de atividade amilolítica, 1,64 U/mL de atividade lipásica e 0,3 U/mL de atividade celulolítica, na temperatura de 50ºC e pH 6. A estabilidade térmica das enzimas produzidas na FES também foi avaliada nas temperaturas de 40 e 50ºC, por 2 horas e as enzimas hidrolíticas mantiveram sua atividade enzimática nessas temperaturas. Além disso, verificou-se a compatibilidade e estabilidade térmica da protease produzida quando a mesma foi adicionada a formulação de detergentes enzimáticos comerciais. Os resultados obtidos foram promissores para a futura aplicação desse pool enzimático de baixo custo na formulação de detergentes enzimáticos especiais. Em paralelo ao trabalho experimental também foi realizado o monitoramento tecnológico da aplicação de proteases em detergentes e composições de limpeza por meio da análise de patentes na plataforma Orbit®. As análises indicaram que essa tecnologia é bem estabelecida, devido ao grande número de depósitos e que Japão, Estados Unidos e China são os maiores detentores dessa inovação. A principal empresa depositante no Brasil e no mundo é a Procter & Gamble (EUA).
Keywords: Enzimas eletrolíticas
Fermentação
Detergentes enzimáticos
Subject CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICA
CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Department : Instituto de Química
Publisher: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Issue Date: 11-Jan-2017
Publisher country: Brasil
Language: por
Right access: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5716
Appears in Collections:Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Taissa Ferreira de Oliveira Souza.pdf645,1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.