Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/5858
Tipo: Tese
Título: O nacionalismo em Theodoro Braga: posturas e inquietações na construção de uma arte brasileira
Autor(es)/Inventor(es): Coelho, Edilson da Silveira
Orientador: Pereira, Sonia Gomes
Resumo: Estuda a trajetória artística do paranaense José da Silva Braga, ou Theodoro Braga (1872-1953), bacharel em Direito que optou pela carreira de artista plástico e professor. Formado pela Escola Nacional de Belas (ENBA) em 1899, foi premiado com viagem de cinco anos à Europa para estudos de aperfeiçoamento. Em Paris, frequentou o atelier de Jean-Paul Laurens, especializando-se em pintura histórica. Após os dois anos obrigatórios naquela cidade, viajou por vários países, conhecendo-lhes a cultura e a produção artística. De volta ao Brasil e à sua terra natal nos últimos anos da Belle Époque, após exposição em que apresentou seu projeto ornamental de arte decorativa, A planta brasileira (copiada do natural) - aplicada à ornamentação com aproveitamento da fauna e flora brasileira, encontrou no intendente Antônio Lemos seu patrono maior, de quem recebeu convite para pintar A fundação da cidade de Belém, obra de reconhecido valor histórico. Após conhecer a vasta produção de objetos em cerâmica deixados pelos antigos indígenas da ilha do Marajó, no Pará, empenhou-se em criteriosa pesquisa que o ajudaria no embasamento de sua proposta de nacionalização da arte brasileira. Em Belém, suas primeiras experiências no ensino se deram no Liceu Paranaense e no Instituto Lauro Sodré. Tendo-se transferido para o Rio de Janeiro para participar do Centenário da Independência, aproveitava todos os espaços favoráveis para disseminar suas ideias nacionalistas, período em que se tornou livre docente da ENBA, ensinou e dirigiu institutos profissionais. Poucos anos depois, transferiu-se novamente desta feita para a cidade de São Paulo, onde participou da fundação da Academia de Belas Artes de São Paulo, do Instituto Mackenzie e da Escola Brasileira de Arte. Ali viveu e trabalhou até o fim de sua vida. Sua produção artística de caráter nacionalista incluiu um projeto ornamental de arte decorativa, vários quadros de pintura histórica, ilustrações diversas e ensino de arte. Como homem do Direito, discursou e escreveu artigos e livros sobre o ensino da arte, nos quais enfatizava a qualificação profissional para a produção de uma arte marcadamente brasileira e sugeria veementemente que a fonte de inspiração da arte deveria basear-se não em modelos estrangeiros, mas na natureza brasileira e na arte marajoara. Obstinado por seus ideais, construiu e decorou sua residência em São Paulo, o Retiro Marajoara, e investiu no ensino da arte acreditando ser esse o caminho possível para a construção de uma arte genuinamente brasileira.
Resumo : Study the artistic path taken by the Brazilian artist, born in the State of Pará, Theodoro José da Silva Braga, or Theodoro Braga (1872-1953), bachelor of Laws, who chose the artistic and teaching career. Graduated by Brazilian National School of Fine Arts (Escola Nacional de Belas Artes – ENBA) in 1899, he has rewarded with a five-years improvement course in Europe. In Paris, he used to attend Jean-Paul Laurens’ atelier, where he got interested by historical painting. After two years in Paris, Braga traveled throughout many countries, always attracted by its cultural characteristics and artistic production. Back to his hometown in Brazil while the last years of Belle Époque (period of French influence in Brazilian colonization, particularly in fine arts and architecture), after a decorative art exposition where he presented his ornamental project based in Brazilian fauna and flora, he met the intendant Antônio Lemos, who became his greatest patron. Lemos invited him to paint A fundação da cidade de Belém ("The foundation of city of Belém", capital fo Pará), an artistic and historical invaluable piece. When he noticed the ceramic art done by the ancient Indians from Marajó Island, in the north of State of Pará, he decided to engage in an exhaustive research that would help him to support his proposal of nationalization of Brazilian Art. In Belém, his initial teaching experiences were in Liceu Paranaense and Lauro Sodré Institute. Transferred to Rio de Janeiro to join the Brazilian Centenary of Independence, Braga worked hard to disseminate his nationalist thoughts. At this time, he taught in the ENBA and other professional institutes. Some years later, he move to São Paulo, where he took part in the foundation of the Academy of Arts of São Paulo (Academia de Belas Artes de São Paulo), Mackenzie Institute and Brazilian School of Art (Escola Brasileira de Arte). There, he lived and worked until the end of his life. His artistic production includes an ornamental project of decorative art, many historical paintings, various illustrations and Art teaching. He used his Lawyer skills to discourse and write articles and books about Art Education, in which he emphasized how important was the professional development to the conception of an authentic Brazilian Art. According to his proposal, the Brazilian nature and the ancient Marajó natives Arts, not foreign models, should be the source of Brazilian art inspiration. Persistent in his ideologies, he built and decorated his residence in São Paulo, called Retiro Marajoara (or "Marajoara Retreat", a kind of town-house inspired in the Art from Marajó ancient Indians), and believed that Art Education would be the potential pathway for the construction of a genuine Brazilian Art.
Palavras-chave: Arte brasileira
Arte
Estudo e ensino
Arte Marajoara
Assunto CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::FUNDAMENTOS E CRITICA DAS ARTES::HISTORIA DA ARTE
Programa: Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais
Departamento: Escola de Belas Artes
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: Ago-2009
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/11422/5858
Aparece nas coleções:Artes Visuais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
738790 Vol. I.pdf17,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
738790 Vol. II.pdf6,6 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.