Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/6142
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlbuquerque, Felipe Gomes de Almeida-
dc.contributor.authorCusnir, Danielle-
dc.date.accessioned2019-01-21T16:20:20Z-
dc.date.available2019-01-23T02:00:15Z-
dc.date.issued2018-07-
dc.identifier.citationCUSNIR, Danielle. A problemática dos ciberataques em um contexto de cooperação jurídica internacional. 2018. 66 f. TCC (Graduação) - Curso de Direito, Faculdade Nacional de Direito, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/6142-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCiberataquept_BR
dc.subjectSoberaniapt_BR
dc.subjectCooperação jurídica internacionalpt_BR
dc.subjectCyberattackpt_BR
dc.subjectSovereigntypt_BR
dc.subjectInternational legal cooperationpt_BR
dc.titleA problemática dos ciberataques em um contexto de cooperação jurídica internacionalpt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7625739457192397pt_BR
dc.description.resumoO desenvolvimento tecnológico trouxe para o mundo globalizado que vivemos hoje um grande impacto nas relações pessoais, econômicas, sociais e políticas. Servindo, muitas vezes, como suporte nas diversas áreas do conhecimento humano, a tecnologia vem sendo usada, também, como instrumento de condutas ilícitas e fraudulentas. Ao passo que as fronteiras geográficas deixam de existir, aproximando os indivíduos, esse novo ambiente vem se mostrando extremamente propício para condutas que se notam difíceis de se apurar os agentes, o tempo e o espaço em que são realizadas. Desse modo, a ideia de soberania e nação vem se transformando, de modo que os Estados carecem de apoio, um do outro, quebrando suas fronteiras físicas, no intuito de apurar condutas que, atualmente, tampouco demonstram limitação de espaço físico, seja nas ações, seja nos resultados das mesmas. Acompanhando esse panorama, o presente estudo busca analisar essa nova dimensão de ação, que não está mais restrita ao plano físico, passando a observar as condutas praticadas no plano tecnológico, especificamente os ataques cibernéticos, e avaliar desses na cooperação jurídica entre os Estados, em um esforço conjunto de atuar no espaço cibernético, para solucionar condutas que geram efeitos e resultados no plano fático e físico dos Estados. Especificamente, analisa-se no presente o histórico, as características e os elementos de um ataque cibernético e seus efeitos no âmbito social e jurídico. Superado esse ponto, serão analisados os meios de cooperação jurídica internacional dos Estados e os esforços necessários para neutralizar impactos gerados por um ciberataque. Os resultados levam a crer que ainda que os ciberataques coloquem em cheque a soberania dos Estados, ainda, os próprios Estados que detém competência para criar meios que neutralizem os ciberataques, por meio de políticas, legislações e procedimentos rápidos e eficientes de auxílio mútuo entre os Estados, para apurar, investigar, minimizar, prevenir e defender uns aos outros contra os ciberataques.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade Nacional de Direitopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO::DIREITO PRIVADO::DIREITO INTERNACIONAL PRIVADOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DCusnir.pdf379,24 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.