Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/7963
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPalmisciano, Ana Luísa de Souza Correia de Melo-
dc.contributor.authorLopes, Bruno Nunes-
dc.date.accessioned2019-05-16T16:28:29Z-
dc.date.available2019-05-18T03:00:33Z-
dc.date.issued2017-12-
dc.identifier.citationLOPES, Bruno Nunes. O assédio moral no ambiente do trabalho. 2017. 66 f. TCC (Graduação) - Curso de Direito, Faculdade Nacional de Direito, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/7963-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAssédio Moralpt_BR
dc.subjectMeio Ambiente do Trabalhopt_BR
dc.subjectJustiça Socialpt_BR
dc.subjectDireito do Trabalhopt_BR
dc.subjectResponsabilidade Civil no Direito do Trabalhopt_BR
dc.titleO assédio moral no ambiente do trabalhopt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0080400691590938pt_BR
dc.contributor.referee1Gueiros, Daniele Gabrich-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0466751666861239pt_BR
dc.contributor.referee2Gondim, Thiago Patricio-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/8181936644168427pt_BR
dc.description.resumoNo presente trabalho, utilizando o método bibliográfico, procurou-se mostrar que o assédio moral é um fenômeno tão antigo como a própria relação de trabalho e, assim como não havia, em tempos remotos, qualquer proteção à saúde física dos trabalhadores, também não existia qualquer tutela à saúde psíquica. Os trabalhadores, reconhecidos modernamente como sujeitos de direito, deixam de ser apenas “coisas” necessárias às produções de um modo geral e, passam a ser vistos realmente como seres humanos, devendo portanto ter proteção de seus direitos, principalmente com a observação do princípio constitucional da dignidade da pessoa humana. O assédio moral, sendo aquela exposição prolongada e repetitiva do trabalhador a situações humilhantes e vexatórias no trabalho, atenta diretamente contra a dignidade física e psíquica, trazendo com isso consequências terríveis para este, bem como para a empresa e a sociedade. Não tem como negar a existência de um problema tão grave e triste para sociedade, que acaba por repercutir na coletividade. A partir do explicitado, há a necessidade da abordagem sobre o assunto visando demonstrar quais os mecanismos utilizáveis perante o enfrentamento desse problema, cabendo, inicialmente, em virtude das polêmicas que tangem o tema, a sua conceituação e particularidades, para posteriormente expor os direitos que poderão ser requeridos pelas vítimas em face da agressão.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade Nacional de Direitopt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO::DIREITO PRIVADO::DIREITO DO TRABALHOpt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BNLopes.pdf379.11 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.