Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11422/8371
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCastro, Nivalde José de-
dc.contributor.authorSiqueira, Rafael Saavedra Maciel de-
dc.date.accessioned2019-06-09T19:46:29Z-
dc.date.available2019-06-11T03:00:12Z-
dc.date.issued2018-08-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11422/8371-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio de Janeiropt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEnergia Elétricapt_BR
dc.subjectPobreza - Brasilpt_BR
dc.subjectPolítica Públicapt_BR
dc.subjectPrograma Luz para Todospt_BR
dc.subjectUniversalizaçãopt_BR
dc.subjectBrasil, Nordestept_BR
dc.titlePrograma Luz para Todos : uma avaliação do primeiro ciclo do programa de universalização de energia elétrica na região nordeste (2003-2008)pt_BR
dc.typeTrabalho de conclusão de graduaçãopt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0312066190882972pt_BR
dc.contributor.advisorCo1Câmara, Lorrane da Silva Costa-
dc.contributor.advisorCo1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1454287363993543pt_BR
dc.description.resumoO acesso à energia elétrica de qualidade se tornou algo imprescindível para a vida e bemestar das pessoas com a chegada dos tempos mais modernos que trouxeram consigo inovações. Desde o final do século XX, o desenvolvimento econômico e sustentável passou a ser uma questão crucial nos debates econômicos, trazendo à tona a questão da pobreza e da desigualdade social. O Brasil é um país moldado a partir de uma segregação estrutural decorrente principalmente do seu processo de urbanização tardio, que gerou um grande movimento da população rural para as grandes cidades e deixou a fatia mais pobre que habitava nas áreas rurais isoladas. Uma das saídas encontradas para tentar corrigir o problema da pobreza foi a instauração do Programa Luz para Todos no ano de 2003 para levar às áreas rurais de todo o país, o acesso gratuito à energia elétrica às camadas mais pobres da sociedade. O objetivo deste trabalho então é testar a hipótese de que a ação do Estado em garantir o acesso à energia elétrica para zonas isoladas que não o possuem, através de uma política pública de incentivo por meio de subsídio direto, é capaz de gerar desenvolvimento e melhorar as condições de vida da população. Para medir o impacto do Programa Luz Para Todos foi feita uma avaliação sobre indicadores socioeconômicos da região Nordeste, que para fins deste trabalho é a região de interesse pois mais concentrava pobreza do Brasil, em especial na zona rural, antes de sua implantação. Os resultados obtidos evidenciam que a realização das novas ligações permitiu avanços sociais e econômicos à população rural, com impactos regionais e nacionais de extrema relevância, reduzindo a proporção dos pobres, estimulando a produção e consumo, melhorando a distribuição de renda, ainda que nem todas as concessionárias de distribuição tenham atingido 100% das metas estabelecidas no prazo, sendo necessária a prorrogação do programa e alguns ajustes a serem feitos a posteriori.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Economiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRJpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApt_BR
dc.embargo.termsabertopt_BR
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RSMSiqueira.pdf348.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.