Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11422/404
Tipo: Trabalho de conclusão de graduação
Título: Edição de literatura culinário no Brasil: 1940-2009
Autor(es)/Inventor(es): Fuiza, Bruno Gonzaga
Orientador: Junior, Paulo Roberto Pires de Oliveira
Resumo: Esta monografia tem como objetivo estudar os pontos em comum e as especificidades de três livros de receitas brasileiros de grande sucesso publicados entre 1940 e 2009: Dona Benta: Comer Bem, publicado pela Companhia Editora Nacional em 1940, bem como sua reedição de 2003; A Cozinha Maravilhosa de Ofélia, de Ofélia Ramos Anunciato, publicado pela Edições Melhoramentos em 1976, bem como sua reedição em 2005; e Mais Você: 10 anos, de Ana Maria Braga, publicado pela Globo Livros em 2009. Por meio da análise de linguagem, estrutura, público-alvo, números de venda, projetos gráficos (originais e reformulações) e repercussão destes livros na imprensa, o trabalho pretende entender as circunstâncias que levaram às publicações e reedições destes livros em cada época, e os motivos pelos quais tornaram-se referência quando se trata de literatura culinária no Brasil.
Palavras-chave: Livro de receita
Culinária no Brasil
Cozinha
Assunto CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO::RADIO E TELEVISAO
Departamento: Escola de Comunicação
Editor: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Data de publicação: 15-Out-2010
País de publicação: Brasil
Idioma da publicação: por
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Citação: FIUZA, Bruno Gonzaga. Edição de literatura culinária no Brasil: 1940-2009. 2010. 53f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação – Habilitação em Produção Editorial – Escola de Comunicação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.
URI: http://hdl.handle.net/11422/404
Aparece nas coleções:Comunicação - Radialismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
BGFiuza.pdf937,08 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.